fbpx
SOCIAL BY FP

ESPÍRITO SANTO É PIONEIRO EM TRATAMENTO REPARADOR DE CÉLULAS

espirito-santo-e-pioneiro-em-tratamento-reparador-de-celulas

Um novo e revolucionário tratamento reparativo, que reconstrói os tecidos danificados, usa células da gordura corporal dos pacientes

No Brasil é muito comum a procura por tratamentos estéticos e por problemas na pele. Isso ocorre devido a existência de inúmeras doenças como diabetes, queimaduras, câncer, entre outras, e o envelhecimento que danificam os tecidos. Muitas lesões podem exigir tratamentos longos e complicados, o que leva a infecções, traumas e até desinteresse do paciente pelo tratamento.

Felizmente, a técnica italiana Lipogems, que trabalha com reparação das células, foi recentemente apresentada, no final de julho, para a equipe do Instituto Gasperazzo, composta pelas médicas Letícia Rizzo, Izabela Peruchi e Bruna Machado. E agora parte para a etapa de  execução do procedimento, que será realizado pela primeira vez no Brasil, no dia 03 de setembro. Com isso, o Espírito Santo será pioneiro no tratamento que visa revolucionar a medicina reparadora no Brasil.

Arthur Gasperazzo, responsável pelo primeiro paciente tratado no Brasil,  explica que a técnica promete otimizar e rejuvenescer as células através da introdução de pequenas quantidades de tecido adiposo, removido do abdômen, coxa, nádegas ou, geralmente, onde está mais presente, promovendo a melhora da qualidade de vida dos pacientes.

“Descobrimos que a técnica, chamada Lipogems, pode ser levada na face promovendo o rejuvenescimento das estruturas do rosto do paciente usando a sua própria gordura corporal. O procedimento leva apenas algumas horas e fornece resultados naturais e duradouros”, diz Arthur Gasperazzo.

O poder curativo da gordura…

Segundo uma das médicas envolvidas com a técnica no Espírito Santo, Letícia Rizzo, a gordura corporal desempenha uma série de papéis em nosso corpo, inclusive desempenhando um papel importante na maneira como curamos. “A gordura (ou tecido adiposo) possui propriedades reparadoras naturais e contém fatores que podem ajudar a curar outros tecidos danificados no corpo. Entretanto, a transferência de gordura sem tratamento do método Lipogems não é eficaz, pois 85% do volume é perdido em apenas 4 meses, enquanto Lipogems tem a duração de anos”,

Usado para tratar mais de 30.000 pacientes em todo o mundo. O Lipogems é amplamente utilizado para tratar com sucesso lesões ortopédicas e esportivas, artrite, diabetes, queimaduras, procedimentos estéticos e outras condições:

Aplicações da técnica:

  • Diabetes: Técnicas de medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada para acelerar a recuperação de feridas diabéticas.

  • Queimaduras: Técnicas de medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada para acelerar a recuperação de lesões esportivas.

  • Lesões esportivas: Técnicas de medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada para acelerar a recuperação de lesões esportivas.

  • Ortopedia: Medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada em ortopedia para osteoartrite e tendinopatias das articulações do ombro, joelho, quadril, tornozelo, cotovelo e ATM.

  • Terapia da dor: Aplicação de técnicas de medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada nas vias de terapia da dor crônica, graças a infiltrações direcionadas no nível articular.

  • Rejuvenescimento vaginal: Medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada para rejuvenescimento vaginal e atrofia vaginal pós-menopausa.

  • Regeneração de rosto e decote: Regeneração da pele do rosto e decote com a técnica Lipogems. Suavizar rugas e definir volumes.

  • Restaurar volumes: Remoção de excesso de gordura e reinjeção em áreas específicas, técnica Lipogems®.

  • Rejuvenescimento das mãos: Medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada para rejuvenescimento das mãos.

  • Reconstruções faciais: A medicina reparadora Lipogems pode ser utilizada em cirurgias Buco Maxilofacil.

  • Outras aplicações: reparação da pele, esclerodermia, vasculopatia, periodontite, colonoproctologia (fístulas) com a técnica Lipogems.

O procedimento Lipogems pode ser concluído em menos de uma hora e sem necessidade de internação. Requer apenas anestesia local e tempos mínimos de recuperação. O cirurgião coletará uma quantidade mínima de tecido adiposo do abdômen ou dos quadris com um procedimento minimamente invasivo através de uma única incisão pequena, facilitando a recuperação dos pacientes e reduzindo custos.

0 Comentários
Compartilhe

Fernanda Prates

Responder seu comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados.*